13/03/2015

Jamie Oliver e o Bacalhau da Discórdia


Isto de estar em casa satura quando não há muito para fazer ou quando já fizemos tudo o que tínhamos a fazer em casa.
Eu gosto imenso de ver o 24 Kitchen e já ando de olho em algumas receitas para cozinhar e fazer as delicias do maridão.
Volta e meia vejo os programas do Jamie Oliver, sinceramente acho o senhor simpático, mas as refeições que o mesmo confecciona na minha opinião levam imensos ingredientes e tenho de percorrer uma série de lojas online ou de percorrer Lisboa para os arranjar. 
Andava no Facebook do chef britânico quando dou de caras com a imagem do lado e a seguinte legenda: " Bacalhau à Brás -Salt cod, scrambled eggs, fried potato matchsticks and marinated olives – this traditional Portuguese dish is the ultimate comfort food". Ao lado da legenda o link para a dita receita. Abri o link e "Whatta fuck?!"
Eu não me considero a melhor cozinheira do mundo, mas para mim não há nada como um Bacalhau à Brás cremoso, húmido como refeição e se aquilo é Bacalhau à Brás eu vou ali e já volto.
Já não bastava os Ingleses "gamarem" o chá das cinco que foi hábito introduzido por D. Catarina de Bragança na corte inglesa e proclamarem aos sete ventos como seu, agora vem um chef com ar fofinho assassinar um prato nacional. 
Existem pratos que não podem ser alterados e uma coisa é interpretar outra é adulterar uma receita tão tradicional. Seria a mesma coisa que juntar rojões de porco a uma Pasta Alla Vongolle, não pode, não deve acontecer. Tenho a certeza que um italiano atiraria uma frigideira à cabeça do chef que ousasse tal proeza. 
A culinária pode ter evoluído e termos chefs maravilhosos como Heston Blumenthal, Grant Achatz ou o pai da nouvelle cuisine Michel Guérard, mas isto são outros campeonatos de culinária e ascendem a outros padrões.
Isto gerou polémica e o post até à data já conta com 889 comentários, muitos deles de portugueses furiosos com o chef, a pedirem para o senhor se deslocar a Portugal para aprender a cozinhar pratos portugueses. Aliás, a Ribeiralves convida e garante que lhe ensina a cozinhar um maravilhoso Bacalhau à Brás, não aquela coisa seca que ele apresentou.
Jamie, quando vieres a Portugal, das duas uma ou tens um batalhão atrás de ti para te dar uma coça ou serás redimido.

1 comentário:

Bring it on!