13/02/2015

Sexta-Feira 13


Anda aí tudo arrepiado porque hoje é Sexta-Feira 13, por causa do azar e de sabe-se lá mais o quê.
Eu não sou supersticiosa, nem acredito nessas coisas, tirando o mau humor que tenho desde as quatro e meia da manhã. Não pela data, mas pelo ressonar do meu Mr. Bu.

Permitam que partilhe umas curiosidades sobre o dia pois a má fama da data vem de longe. 

Como o ano tem 12 meses, o zodíaco 12 signos e Jesus tinha 12 apóstolos, o número 13 é considerado irregular, incompleto e de azar. 

Além disso, na última ceia de Jesus, estavam presentes 13 pessoas, e a última carta do Tarô, a número 13, representa "a morte". 

Também reza uma antiga lenda escandinava que, após a conversão dos nórdicos ao cristianismo, Frigga, a deusa do amor e da beleza, teria sido transformada em bruxa e, para se vingar, reunia-se todas as sextas-feiras com 11 bruxas e um demónio, somando 13 'seres do mal'. Eles lançavam feitiços sobre os cristãos.

Outra lenda da mitologia nórdica também conta que foi dada uma festa para 12 deuses e que Loki, considerado espírito do mal, não foi convidado. Ele compareceu para provocar confusão entre os presentes e, durante a confusão, o deus Balder morreu.

Isto são tudo crenças mitológicas e do folclore popular mas, se formos a ver factos que aconteceram a 13.

Em 13 de outubro de 1307, a Ordem dos Templários foi declarada ilegal pelo rei Filipe IV da França. A ordem era formada por um grupo de cavaleiros e sacerdotes que protegiam cristãos durante peregrinações. Sob determinação do rei, os Templários foram torturados e aprisionados em masmorras para confessar heresia.

 Na Alemanha, o Muro de Berlim, que dividiu o país, teve construção iniciada em 13 de Agosto de 1961, sexta-feira. 

Nos Estados Unidos, a data é bastante temida devido ao acidente da Apollo 13, lançada em 1970, foi creditado por muitos ao número da missão.

No nosso Portugal:

Muitas cidades e vilas celebram a Sexta-feira 13. A maior festa acontece no castelo de Montalegre, Trás-os-Montes. Em Montalegre, todas as sextas-feiras 13 há uma grande festa, onde não faltam as bruxas, os bruxos, feitiços, teatro e a famosa queimada.

Na vila de Vinhais, na aldeia de Cidões, também se festeja a sexta-feira 13. Nesta festa, as pessoas reúnem-se à volta de uma grande fogueira. Há também um banquete com produtos locais.
Em Cavalinhos, Leiria, as mulheres juntam-se num encontro onde os homens não podem participar. A noite é das mulheres, que aproveitam para passarem uma noite com muita adrenalina à mistura. 
Noutras cidades portuguesas, como Braga, Loulé ou Porto, a sexta-feira 13 é celebrada com muita animação e com muitas bruxas à mistura.

1 comentário:

  1. E eu, que passei o dia a escrever a data só à noite é que me apercebi que era sexta feira 13!!!

    ResponderEliminar

Bring it on!