28/01/2014

Moody days

Não sei se vos acontece em ter dias maus (stupid question), mas para mim esta semana não começou bem, está a correr a passo "caracol" e terça-feira ainda nem terminou.
O tempo também também não está a ajudar.
Melancolia, insatisfação, vontade de querer mais do que o que tenho, não compreender o que tenho e questionar-me se o mereço. É estupido sentir-me assim, como diria o Variações "esta insatisfação não consigo compreender", quando na realidade,eu tenho tudo.
A banda sonora das playlists do iTunes já andam no John Mayer em modo repeat, portanto a coisa não está famosa...
Por outro lado, são estas fases que colocam a minha imaginação de contadora de histórias a fervilhar, é como se tivesse milhares de imagens fragmentada para contar um romance e com banda sonora correspondente.
Existem momentos em que sou apanhada em flagrante a pintar essa histórias e num segundo estou de volta à minha realidade, resmungando obviamente por ter sido "acordada" á força.
Estou pensativa, sim, mas será cliché dizer que o problema é mesmo meu de ser prisioneira de uma melancolia criativa?
Piroso, tudo isto? Talvez, mas também já dizia o Louis Scutenaire que escrevia para libertar o espírito e neste momento sinto o meu cérebro cativo de uma imaginação demasiado fértil.
É perfeito como se tudo se encaixa na minha imaginação, neste mundo que é só meu e depois não consigo libertar em escrita ou palavras. Porquê? No lo sei cariño.
Sinto a necessidade de expelir tudo, mas ainda não arranjei tempo, nem método ou ferramenta. Faz-me falta a Dr.a I. para me dar uma mãozinha. Ela sempre dizia que eu precisava de estímulo intelectual 24/7.

Alguma sugestão?

2 comentários:

  1. Há dias assim.
    Depende tudo da mente, a tua!

    beijo

    ResponderEliminar
  2. Talvez te faça mesmo falta falares dos problemas...

    ResponderEliminar

Bring it on!