11/09/2012

Red Velvet Cake

Tenho uma pena que a Merry Cupcakes tenha tirado o "stand" do CascaisShopping, porque não tenho paciência para ir a Lisboa para comer o meu Red Velvet cupcake.
Ainda matei saudades em Dezembro na estação de metro de Baker Street quando fui visitar a casa do Sherlock Holmes porque o Madame Tussauds estava cheio em até às costuras e não davam prioridade a grávidas. Ficar em filas durante 3 horas não é para mim!
Là descobri esta receita maravilhosa que faz crescer água na boca.





Bolo:
2 colheres de sopa de corante alimentar vermelho líquido ou em gel

12 g de cacau

15 ml de extracto de baunilha

110 g de manteiga sem sal, amolecida

270 g de farinha com fermento

300 g de açúcar

2 ovos grandes

245 g de buttermilk
 (à venda no Continente, Jumbo ou El Corté Inglés)
5 g de sal

5 g de bicarbonato de soda

5 ml de vinagre de sidra.

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Untar e polvilhar com farinha uma forma redonda de 23 cm de diâmetro.
Misturar o corante, o cacau e a essência de baunilha. Reservar.
Bater a manteiga com o açúcar a velocidade média até que fique esbranquiçada e esponjosa (4-5 minutos).
Juntar os ovos, um a um.
Juntar a farinha em 3 vezes, alternada com o buttermilk. Bater bem.
Juntar o sal.
Juntar o corante com o cacau e a baunilha.
Misturar o vinagre com a soda e juntar por fim, à massa do bolo.
Cozer 20-25 minutos.
Tirar do forno e deixar que arrefeça 10 minutos dentro da forma.
Desenformar.

Cobertura e recheio:

480 ml de leite

50 g de farinha de trigo

450 g de manteiga, amolecida

400 g de açúcar fino

10 ml de extracto de baunilha
Dissolver a farinha no leite num tacho e levar a lume médio, mexendo constantemente até que coza e fique espesso (12-18 minutos).
Deitar o preparado numa taça, cobrir com película aderente colada à superfície (para não criar uma película dura por cima) e deixar arrefecer.
Bater o açúcar com a manteiga até que fique cremoso e esbranquiçado (5 minutos).
 Juntar a baunilha e a mistura de leite e farinha, sem deixar de bater, até que fique homogéneo,

1 comentário:

Bring it on!