22/04/2010

O maravilhoso mundo do mIRC.

Já se passaram dez anos desde que eu frequentava o mIRC, esse instrumento da comunicação entre meros desconhecidos e que arranjou muitos guizados e desaguizados entre pessoas de vários pontos do país.
Eu costumava andar batida nos canais #oeiras,#cascais,#kapital,#lindas e o #caça-submarina. Não me recordo porque fui parar ao #caça-submarina, mas fiz lá bons amigos e não daqueles amigos da onça, o pessoal que frequentava o canal era quase como se fosse uma família alargada.
Tenho tantas fotos das caçadas do pessoal, bem como imagens espectaculares dos Açores, da fauna e flora subaquática,das jantaradas no Peter's Café que na altura só existia na Expo.
Vou aqui recordar alguns elementos, se não mencionar alguém, peço desde já desculpa porque a minha memória pode ser muito boa mas também é falível.
Fidalgo: O fundador do canal. Estava constantemente away e era totalmente viciado em Informática. Foi ele que criou o site http://www.amiguinhos.com/ que era uma espécie de Hi5 dos tempos antigos. Falava pouco com ele e vi-o duas vezes na minha vidinha.
Dinis: O cota fixe que queria ser jovem.Era um médico na casa dos cinquenta anos, que me fazia consultas online,explicava-me tintim por tintim o resultado das análises e me admoestava para beber mais àgua por causa dos níveis ácidos disto e daquilo. Às vezes ia bebado para o canal e divertia o pessoal com as suas parvoíces alentejanas.
O Homem-do-Mar: O esquisitinho... Falo com ele até hoje, foi ele que me ajudou nas fases mais complicadas da minha vida, principalmente no que toca aos problemas da família.Ficavamos horas no chat.A sua esquisitice fazia com que tivéssemos grandes pegas. Aquele gajo nem a saca-rolhas!
O Ollie: Este era o maluco da família! Com ele descobri que nem todos os cogumelos serviam apenas para fazer strogonoff,que existiam cactos que faziam mal ao cérebro e que também se usava erva para fazer bolos.
Ondinha_do_Mar: Esta tipa era a stalker do Homem-do-Mar, porque o jove na altura era bastante conhecido no meio, visto ter sido campeão nacional de caça-submarina, tudo o que era acções de formação do rapaz contava com ela tal qual emplastro do Porto, além de andar sempre no privado comigo para tirar nabos da púcara sobre as preferências femininas do dito cujo.
Blueshark: Era mais fama do que proveito.Quase toda a gente detestava solenemente este moço, ele era o elemento catalizador de grandes discussões naquele canal sobre quase tudo e todos. As discussões com o Homem-do-Mar chegaram à rivalidade no mundo real, nunca entendi bem porquê, mas se falar no Blueshark ao Homem-do-Mar a resposta que eu levo é : "Não me fales desse gajo, porque se o vir na rua eu mudo de passeio para não lhe ir à tromba!"
Corvineiro: O moderador. Era o algarvio mais pacato e calminho daquele canal. Ele é que acalmava os ânimos e procurava que a harmonia reinasse naquela pequena sala do mundo virtual.
Divemaster: O cromo. Era o mais novo e uma espécie de diciopédia de termos técnicos do mundo da caça-submarina, bem como dos materiais que se usavam, das melhores marcas e tudo o que fosse preciso.
O Blue e eu ficámos amigos, aquela amizade tipo irmão mais velho com benjamim da família. Era ele que me dizia com o seu travo de Tavira :"Ai! Moça! Tens de ter cuidado com esses malandros, porque eles só te querem é mal." Falava com ele sobre política, trocávamos anedotas e eu divertia-me a picar o rapaz por causa da rivalidade entre ele e o Homem-do-Mar.Por circunstâncias da vida e da parte dele por despiste e ter a mania de perder (constantemente) os telemóveis, ficámos sem contacto e só sabia dele através do Corvineiro muito esporadicamente.
Já tinha perdido rasto dele, já nos tínhamos encontrado e desencontrado até que numa conversa com um dos chefes descubro onde a Exa. estava a trabalhar.Como sou envergonhada por natureza, guardei a informação e nunca o contactei, porque o rapaz estava num cargo alto da empresa e eu não ia chegar à secretária e dizer:" Olhe, daqui é a amiga do A. do mIRC".
Graças ao Facebook, essa màquina melhor que mIRC e mais speedada que o Hi5, reencontrámo-nos após dez anos que literalmente voaram.
Descobri que o moço está casado, com dois rebentos,que continua muito reservado acerca de si mesmo, que partilha das mesmas opções políticas e que está muito feliz com a vida que tem.

1 comentário:

Bring it on!