28/12/2009

O nosso maravilhoso Sistema Nacional de Saúde

Eu já tinha dito que apanhei uma valente amigdalite na semana passada, daquelas de caixão à cova com febres, vómitos e tudo a que uma amigdalite tem direito.
Mr. Bu, foi um marido mais que impecável, tratou de mim, cozinhou, mimou, certificou-se que eu não apanhava frio e que tomava a medicação na hora certa.
Lá fui eu na sexta-feira passada, para as Urgências da CUF em Cascais, podia ter ido para o público, mas sinceramente, prefiro pagar e ser atendida rapidamente do que passar horas num banco de uma sala de espera, com mudanças de turnos, confusões e sei lá mais o quê.
A médica foi impecável, o hospital então nem se fala! Aquilo é de facto outro mundo...
O problema das urgências em qualquer sítio, é que para passar justificações médicas, declarações, está bem está, só mesmo o médico de família.Acho uma estupidez, os médicos de urgências deviam estar aptos para passar declarações por forma a podermos justificar as faltas no work, mas sempre com conhecimento do médico de família.
Avisei o boss que não vinha, aproveitei o fim-de-semana para me colocar a 100% apesar de me sentir a 65%. Na segunda-feira, lá fui eu para o Centro de Saúde, tirei a senha para ser atendida às 08:30 da manhã, fui ao balcão, disseram que aquela senha não servia, porque às 09:00 o segurança vinha para tirar as senhoras e dar aos pacientes do meu médico de família.
E assim fiz o RAC e fiquei à espera... à espera... e sim continuei à espera até às 10:30.
Pensei que o médico deveria estar atrasado, pensei mal, porque só às 10:30 é que as senhoras do balcão de atendimento informam que o meu médico não iria dar consultas naquela semana.
Se eu tivesse uma bazuca, acho que tinha mandado aquele Centro de Saúde à vida, não pela minha situação, mas pelas pessoas que ali estavam doentes desde as 08:00 da manhã à espera de consulta. É gozar com a cara dos utentes! Não sabiam ligar mais cedo para o médico? Não sabiam informar-se junto da secção de pessoal? Eu não acredito que ele marque as férias assim em cima da hora. Não têm acesso a mapas anuais de férias?
Perguntei se haviam outros médicos para substituição e ainda levei com uma resposta jocosa de que ali não haviam urgências, que viriam duas médicas mas possivelmente não iriam atender os clientes do médico de família.
Quer dizer, estão as pessoas ali desde manhã e ainda temos de ficar à espera da hipotética bondade das médicas que nem sabemos se nos iriam atender.
Ainda diz o Governo que o Sistema Nacional de Saúde está a melhorar, deve é estar a brincar comigo! Vê-se mesmo que nunca esteve horas numa urgência para ser atendido ou precisar de um cuidado básico do médico de família e nem sequer obter.
Bendita a hora em que fiz o Seguro de Saúde, posso pagar quase sessenta euros por mês, mas a nível de médicos, consultas, dentista e urgências compensa mesmo além de ser dedutível no IRS.
Agora os dois dias que fiquei em casa, vou ter de os compensar com dias de férias...

8 comentários:

  1. enfim...é mesmo vergonhoso...a mim aconteceu-me identico... enfim...há gente muito incompetente e frente dos balcoes dos centros de saude.

    beijinho e as melhoras

    ResponderEliminar
  2. as filas de espera são muito, muito irritantes mas na hora do aperto, sempre que eu tiver de ir à faca, não me apanham em hotéis de luxo... quero o público sem dúvida nenhuma!
    quando tive a minha pequenita, não tinha wc privativo mas tinha na sala ao lado, todo o equipamento necessário caso alguma coisa corresse mal, e isso basta-me.
    beijocas

    ResponderEliminar
  3. Eu plantava-me à porta do centro e enquanto não tivesse uma justificação não saía...

    Já bem basta ter que pagar o seguro de saúde... era só o que faltava agora era ainda perder dias de férias!

    Mas, apesar disso, garanto-te, mil vezes o nosso SNS, do que qualquer outro (à excepção dos serviços dos países nórdicos)...

    ResponderEliminar
  4. É realmente absurdo ter de se ir ao médico de familia para ter um atestado médico em como se está doente.

    E ainda mais absurda foi a situação em si de não saberem se o médico vinha ou não. E só mais tarde se lembraram.

    Eu continuo a achar que o meu centro de saúde trabalha mt bem dentro do que oiço, apesar da minha médica de familia....enfim.

    ResponderEliminar
  5. Qual SNS? A sério... Às vezes uma pessoa chateia-se só de pensar que têm que lá ir... Eu fui a CUF das Descobertas e passaram-me... e ainda a pouco tempo (30 de Novembro)... Será que é prática recente?

    ResponderEliminar
  6. É de facto uma vergonha. Tenho passado por esse martírio num hospital público - fico horas e horas à espera, para algo que me é marcado para as 8 da manhã...- por isso, sempre que posso, opto tb pelos privados

    ResponderEliminar
  7. enfim...

    pensemos em coisas felizes: festa de passagem de ano! Entra com o pé direito!
    beijo

    ResponderEliminar

Bring it on!