26/11/2009

Educação

Existem coisas que me aborrecem solenemente, uma delas é falta de educação, principalmente no local de trabalho ou nas "relações profissionais".
O Dr. A, trabalha com algumas associações de cariz social e numa dessas associações, existe uma personagem que me anda a tirar do sério há muito, mas mesmo muito tempo.
Ela é brasileira, mas faz um esforço tremendo para falar o Português de Portugal na perfeição, mas não é por isso que estou a escrever, nem me vão chamar de xenófoba e racista, etc.
A menina cada vez que liga para cá, fala com poucos modos e de uma maneira seca, como se estivesse a exigir serviço de um escravo e nem acrescenta um "se faz favor" ou um "obrigado".
Acho que ontem ela percebeu, finalmente, que eu não aprecio falta de educação, porque quando me disse o famoso "Allô, é a X... da Associação Y. e eu quero falar com o Dr. A...", no fim o que recebeu foi um incómodo silêncio ao telefone, como se eu estivesse à espera do "Se faz favor"!
Eu quando ligo para algum cliente, não me desfaço em atenções ao telefone, nem falo com uma vozinha irritante como uma secretária de um escritório ali para os lados da Avenida da Liberdade, mas tento ser educada e directa.
Quando se trabalha nestes meios a postura ao telefone é fundamental, e isto aplica-se em modo q.b. (quanto baste), nem tanto ao mar, nem tanto à terra. É lógico que ao longo do tempo e consoante as pessoas, vamos adquirindo alguma confiança e tendo outro tipo de conversa, mas sempre dentro dos limites da boa educação e respeito profissional.

6 comentários:

  1. Aqui não entra ao caso a nacionalidade da pessoa, entra simplesmente a educação da mesma. E animais como esse abundam por aí, sendo que o maior gozo que há é de vez em quando poder dar-lhes com o chicote, assim a tentar domesticá-los.

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. Hummm... A confiança constrói-se, não é um dado adquirido.

    ResponderEliminar
  3. Trato toda a gente com respeito, desde que seja reciproco.

    ResponderEliminar
  4. Olá!
    H´pessoas que ´~ao vale a pena exigir...o que elas desconhee«m de todo:=((
    Nem têm a noção do ridiculo...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Há tanta falta de profissionalismo por aí que até arrepia :s

    ResponderEliminar
  6. O silencio valeu mais do que ouro...

    ;)

    Um beijinho
    Eduarda

    PS: tenho um desafio para ti no meu blog de escrita

    http://yougottapost.blogspot.com/

    quero saber essas revelaçoes ;)

    ResponderEliminar

Bring it on!