22/10/2009

Isto já me anda a chatear


Primeiro foi a Maitê Proença a ridicularizar Portugal, agora vem o Saramago com uma campanha de Marketing para vender os livros.

Mas será que está tudo doido?

Enerva-me este falso patriotismo dos portugueses em defender tudo o que é nacional, quando são os primeiros a criticar o governo (mas votam nele), a invejar e a cobiçar o que é dos países vizinhos, que são arrogantes, que têm qualquer tipo de civismo na estrada e que se lamentam da vidinha que têm.

De que nos vale termos sido "donos" de metade do mundo, se nem isso soubémos manter? Porque hoje em dia quando vamos para um país longíquo, a única maneira de reconhecerem este canto plantado à beira-mar é associar os portugueses ao Cristiano Ronaldo, porque se falarmos de Luis de Camões, os estrangeiros ficam com cara de parvos a olhar para nós.

Nós portugueses, que temos o índice de aproveitação laboral menor da Europa...

Nós portugueses que dizemos "Amén" à separação do lixo,o fazemos às três pancadas e não hesitamos em mandar para o chão uma beata de cigarro, um papel que já não mais precisamos ou até uma garrafa de qualquer natureza.

Não hesitamos em poluir as nossas àguas, em deitar pela sanita abaixo, cotonetes, cabelo humano, pensos higiénicos, oléo dos fritos e sabe-se lá mais o quê!

Nós portugueses que temos orgulho na nossa pátria! Porquê? Porque temos um Sistema Penal que defende os criminosos, pedófilos e aqueles que enganam a justiça a torto e a direito.

Nós portugueses que temos orgulho na nossa terra, em que o desemprego cresce, em que a pobreza aumenta de uma forma atroz e que as nossas bandeiras nacionais de produção desaparecem diariamente.

Nós portugueses, que temos tanto afecto pela nossa ascendência, que os deixamos a sofrer em lares de terceira idade, esquecidos, abandonados como se estivessem no próprio Corredor da Morte.

Nós portugueses que temos tanto orgulho na nossa história, que preferimos que os edifícios históricos sejam abatidos, esventrados em favor de "mamarrachos" arquitectónicos que enchem os bolsos a construtores com esquemas e negociatas milionárias.

Nós portugueses que temos tanto orgulho no nosso sistema de ensino, tanto orgulho que mal saímos da Faculdade com uma licenciatura, somos tratados por doutores e engenheiros...

Coisa que nem tem sentido de o ser! Aprendam com o resto do mundo, porque DOUTORES, são os médicos!!!

Mas quando a Selecção Portuguesa ganha um jogo, somos os maiores e esquecemos tudo isto... Porque a única coisa que conta para Portugal é o futebol!

Poupem-me com os falsos moralismos!

2 comentários:

  1. Quanto à questão de Saramago, já a deixei bem vincada no meu blog e na resposta ao teu comentário.
    Quanto às restantes questões, concordo inteiramente com a tua opinião.
    Somos um país que cultiva as aparências em detrimento da honestidade...

    ResponderEliminar
  2. Um grande clap clap para ti! Estou totalmente de acordo contigo!

    Quanto ao Saramago, é um escritor sobrevalorizado. Não aprecio a sua escrita, não tenho problemas em dizê-lo, ao contrário de muitas pessoas que dizem gostar de Saramago só porque fica bem dizê-lo, e até nunca leram um livro.

    ResponderEliminar

Bring it on!