29/05/2009

Triste e completamente descabido

À conta da pequena Alexandra, encontrei uma notícia completamente escabrosa, que me leva a pensar seriamente se o futuro desta pequena será risonho, num país distante, numa língua desconhecida e sem amor.
Passo a transcrever a dita notícia:

A menina foi encontrada num apartamento degradado onde viviam também os pais e os avós mas ninguém se ocupava dela. Nunca teve ordem para sair, nunca aprendeu a falar e tenta comunicar ladrando. "Durante cerca de cinco anos ela foi criada por vários cães e gatos, e nem uma só vez saiu", disse a polícia de Chita num comunicado. Quando foi descoberta, ela "atirava-se às pessoas como um cãozinho". "Durante todos estes anos, só aprendeu a linguagem dos animais", acrescentou a polícia, precisando, contudo, que compreendia o russo embora sem o falar. A menina foi colocada numa instituição onde recebe ajuda médica e psiquiátrica mas, segundo a polícia, ela "atira-se contra a porta e ladra" quando o pessoal que a trata deixa o quarto. "A menina não come com a colher, põe-na de lado e lambe", conta uma responsável desta instituição, Nina Emeltchougova, à cadeia de televisão russa Rossia. Segundo a televisão, a família da criança vivia praticamente isolada no seu apartamento. "Estes vizinhos são verdadeiramente anti-sociais. Só saem de noite para não encontrar ninguém", disse uma das vizinhas, Nina Novikova, sobre a família. O comunicado da polícia chama à menina "Mowgli" como a personagem do Livro da Selva. Em Março, o presidente russo, Dmitri Medvedev, apelou para a urgência de acabar com a violência contra as crianças. Afirmou então que 760 mil crianças na Rússia viviam em "condições socialmente perigosas".

Custa-me a crer que precisamente nos dias de hoje se passem situações como esta.

3 comentários:

  1. O que me magoa mais é que são apenas crianças...
    Que futuro terão elas?

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. O que me deixa furibunda é sabendo nós tudo isto, como se continua a repetir a história?


    Bjo

    ResponderEliminar

Bring it on!